NR 33 – SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS PARA SUPERVISORES DE ENTRADA

Capacitar os funcionários da empresa para a Supervisão de Trabalhos em Espaços Confinados com o objetivo de estabelecer os requisitos mínimos para identificação de espaços confinados e o reconhecimento, avaliação, controle dos riscos existentes, funcionamento dos equipamentos utilizados, procedimentos e utilização da permissão de entrada, além de noções básicas de primeiros socorros.

 

Descrição

Espaço Confinado é definido pela NR-33 como uma área ou ambiente não projetado para ocupação humana contínua, que possui meios limitados de entrada e saída, cuja ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes, ou onde pode existir a deficiência ou enriquecimento de oxigênio. Alguns exemplos de espaços confinados são os serviços de gás, esgoto e eletricidade. Os supervisores de entrada são responsáveis por identificar os espaços confinados existentes, elaborar as medidas administrativas de engenharia e emergência, preencher e assinar a Permissão de Entrada e Trabalho (PET) para o desenvolvimento seguro no interior de espaços confinados.

Conteúdo Programático conforme orientação do MTE
– Definições, reconhecimento, avaliações, monitoramento e controle de riscos;
– Deveres e responsabilidades de vigias, trabalhadores e supervisores;
– Medidas de controle;
– Riscos físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e acidentes;
– Monitoramento com aparelhos detectores;
– Identificação dos espaços confinados;
– Formas de comunicação entre a equipe, vigias e grupo de resgate;
– Conceitos e práticas sobre equipamentos de segurança;
– Tipos de equipamento de segurança: Equipamento de Proteção Individual – EPI e Equipamento de Proteção Coletiva – EPC;
– Funcionamento de equipamentos de segurança;
– Inspeção dos equipamentos e itens de segurança;
– Critérios de indicação e uso de equipamentos para controle de riscos;
– Operação de equipamentos utilizados;
– Procedimentos e utilização da permissão de entrada e trabalho em espaços confinados;
– Prevenção de Acidentes+ Primeiros Socorros;
– Técnicas de resgate específicas para espaço confinado;
– Proteção respiratória;
– Uso de equipamentos para movimentação de vítima do interior de espaço confinado com uso de prancha móvel;
– Prática de proteção respiratória com uso de purificador de ar, autônomo e de ar mandado;
– Prática de utilização do trava queda resgatador e Prática de R.C.P.C (Ressuscitação Cardiopulmonar Cerebral) com uso de manequim simulador, uso de colar cervical e transporte de vítima em prancha apropriada;
– Procedimentos práticos de simulação para retirada de vítimas em espaço confinado;
Referências Normativas aos dispositivos aplicáveis e suas atualizações:
– NR 33 – Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados;
– NR 17 – Ergonomia;
– NR 06 – Equipamento de Proteção Individual – EPI;
– ABNT NBR 16.577 – Espaço Confinado: Prevenção de acidentes, procedimentos e medidas de proteção;
– Protocolo 2015 Guidelines American Heart Association;
– Portaria GM N.2048 – Política Nacional de Atenção as Urgências.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “NR 33 – SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS PARA SUPERVISORES DE ENTRADA”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *